Tudo o que você fez até hoje pela sua empresa não é mais suficiente. Agora você precisa se reinventar!!

Você se lembra de quantas noites passou sem dormir pensando o que iria fazer no dia seguinte para conseguir atingir as metas de vendas da sua empresa?

Lembra daquele final de semana, onde os teus amigos te convidaram para sair para um jantar, e você preferiu ficar em casa para fazer um curso de aperfeiçoamento? Ou daquela noite que tinha um lançamento de um filme na Netflix, mas você optou em não assistir, pois queria agendar uma reunião com cliente que você nem tinha certeza que iria fechar negócio?

Todo este esforço te trouxe até aqui. Hoje você deve se orgulhar disso, pois tenho certeza que isso te tornou uma referência dentro da sua área de atuação. Porém, eu tenho uma notícia para você que talvez não seja tão boa. Todo esse seu esforço não é mais suficiente para te manter no mercado. A pandemia atingiu muitos setores de forma impactante, e agora você precisa se reinventar para não fechar sua empresa.

Mas a notícia boa é que se você conseguir se reinventar da maneira certa, você vai conseguir futurar dinheiro suficiente para manter a sua empresa crescendo.

Eu tenho um amigo que é fotógrafo. Ele trabalha na região da Serra Gaúcha e seu principal faturamento vinha dos eventos que ele era contratado para fotografar. Literalmente ele trabalhava sete dias por semana, pois os batizados e casamentos que ele fotografava aconteciam nos finais de semana, e de segunda à sexta-feira ele se dedicava para editar o material, e prospectar clientes.

Tudo estava indo muito bem, pois ele adora trabalhar com fotografia e estava faturando um dinheiro muito bom, afinal já tinha se estabelecido no mercado. O grande problema foi que, com a pandemia, o faturamento dele caiu 100%. Como o seu mercado era de casamentos e batizados, e estes eventos não aconteceram mais, ele perdeu toda a sua fonte de receita. Ele começou a buscar alternativas em outras áreas de atuação, mas não conseguiu, pois, sua experiência profissional sempre foi na área da fotografia.

Certa vez eu conversei com ele, e percebi seu desânimo e seu preocupação com a falta de perspectivas. Começamos a buscar alternativas que pudessem suprir, mesmo que momentaneamente, a falta de receita da empresa. Foi então que ele desenvolveu uma alternativa que fez com que sua empresa seguisse muito bem no mercado.

Ele pegou sua câmera, suas lentes e seu notebook e foi até a loja de uma amiga que vende roupas. Então, como ela também estava com dificuldades para receber clientes nas suas lojas, ofereceu um pacote de fotos para ela divulgar os seus produtos nas redes sociais. Ele fez um preço muito baixo, pois a ideia era ver se este projeto daria certo. A amiga dele aceitou e pagou para que ele fotografasse seus produtos para divulgação no Facebook e no Instagram.

Em seguida ele saiu e foi até um amigo que tem uma lancheria e fez a mesma proposta, e este amigo também aceitou, pois, muitas pessoas estão comprando comida pelas redes sociais nos últimos meses. Pouco tempo depois ele já tinha agendado com uma padaria, uma barbearia e um salão da beleza.

Todos gostaram o seu trabalho e viram um resultado muito significativo. Todos estes seus amigos pediram para que ele voltasse alguns dias depois para fazer mais fotos, e ele percebeu que poderia faturar bastante dinheiro fazendo este trabalho.

Quando ele retornou para as empresas dos seus amigos, ofereceu um desconto caso eles indicassem outros clientes, além disso, começou a fechar pacotes com mais fotos com preços promocionais, e desta forma, ele conseguiu fechar sua agenda para toda a semana, multiplicando o número de clientes a cada sete dias.

Além disso, é que ele sempre cobrou à vista pelo seu trabalho, ou seja, ele vai até o cliente, faz as fotos e a edição na hora, e já sai com o dinheiro no bolso. E isso injetou um capital de giro muito rápido na sua empresa, e com os custos baixos, ele passou a ter um índice de lucratividade muito alto, e já está superado o lucro que tinha quando fotografava casamentos e batizados.

Este fotógrafo tinha um grande conhecimento técnico do trabalho que realizava, e demorou muitos anos para constituir sua empresa no mercado. Mas o maior mérito dele, foi entender que todo o seu esforço iria ser desperdiçado caso ele não se reinventasse com rapidez.

Eu tenho certeza absoluta que muitos dos seus concorrentes não conseguiram se manter no mercado e já foram buscar outras atividades. Ele, porém, se mantém consolidado e certamente saberá aproveitar o movimento econômico positivo que virá quando a pandemia passar.

Por esse motivo, não desanime, se reinvente…Você vai conseguir!

Ganhe mais dinheiro aprendendo a monetizar o seu conhecimento

A minha atividade profissional me permite conhecer muitas pessoas e conversar com muita gente todos os dias. E com muita frequência eu encontro com pessoas com um nível de conhecimento muito grande, mas que tem dificuldade em monetizar o seu conhecimento. Eu chamo isso de “Armadilha do Conhecimento”.  Essas pessoas precisam superar essa armadilha para melhorar o seu faturamento.

Tudo o que você decide fazer na sua vida começa com a atitude. Por exemplo, se você está lendo este artigo, você precisou desenvolver a atitude para isso.  Mas para você tomar uma atitude, você precisa dizer sim para quatro perguntas. A primeira delas é você se perguntar “Eu preciso disso? ”, ou seja, quando você teve acesso a este conteúdo você se questionou se precisa vender mais. A segunda pergunta é “Eu quero isso? ”, ou seja, você questionou se você quer vender mais. A terceira pergunta é “Eu posso? ”, afinal, tudo tem um custo, seja financeiro, ou mesmo de tempo e dedicação. E a última pergunta é “Eu vou fazer? ”. Se a resposta for sim nestas quatro perguntas você está dando um passo importante na sua vida, que é o de desenvolver a atitude.

É neste ponto que você é alçado para um novo estágio, que é o do conhecimento. No estágio do conhecimento você vai receber as informações necessárias para o seu objetivo. Mas este estágio tem uma armadilha que impossibilita as pessoas de seguir para um outro nível, que é a prática, pois somente depois que você coloca em prática o seu conhecimento é que você desenvolve suas habilidades.

Existem milhares de pessoas que fazem faculdade, especialização, cursos e palestras, mas não conseguem ter resultados. Essas pessoas estão presas na armadilha do conhecimento, pois elas não conseguem colocar em prática. Essas pessoas fazem um investimento para ter um conhecimento gigantesco, mas não tem a atitude de monetizar este conhecimento.

Coloque em prática o seu conhecimento, tenha todos os dias a atitude da mudança e monetize o que você sabe. Em um primeiro momento, você não precisa investir em novos conhecimentos, basta você colocar em prática o conhecimento que você já tem e começar a faturar mais.