Aprenda a se comunicar com seu público ideal

Os negócios pela internet cresceram de forma muito grande nos últimos 12 meses. Praticamente todas as empresas começaram a oferecer seus produtos e serviços de forma online. Eles estão certo, porém, é necessário utilizar a técnica certa para obter resultados satisfatórios.

Vamos pegar como exemplo uma loja que vende roupas. Digamos que essa loja venda roupas para diferentes públicos, e vai para a internet fazendo uma comunicação generalista, ou seja anunciando todos os produtos para todos os públicos. Possivelmente ela conseguirá fechar vendas, mas será que os resultados obtidos serão da comunicação que estabeleceu com o cliente? Quantas lojas estão fazendo a mesma coisa? O vendedor precisa atrair pessoas, e certamente isso não acontecerá se ele simplesmente anunciar seus produtos para todos.

Para vender em grande volume pela internet, é preciso saber com um índice muito grande de precisão quem é o cliente ideal. O principal erro que as pessoas cometem está em querer vender para todos os clientes da mesma forma, e isso não é inteligente.

Quando o vendedor não tem definição de quem é o seu cliente ideal, ele acaba fazendo propaganda generalizada, gasta muito dinheiro e não obtém sucesso nas vendas.

É importante saber que tudo gira em torno de energia. Quanto mais energia o vendedor tem, mais energia ele cria. Da mesma forma, a dificuldade em faturar mais, está relacionada diretamente a proporção de problemas que estão inseridos no seu processo de vendas.

Quando o vendedor identifica o seu cliente ideal, ele passa a ter uma comunicação mais assertiva, conseguindo atrair cada vez mais pessoas, e obtendo resultados cada vez melhores. Ou seja, o empresário começa a vender mais e mais rápido. Conhecer o seu público, seja ele uma pessoa, uma empresa ou um nicho, fará do vendedor um construtor de autoridade.

Para construir autoridade é preciso se posicionar na frente do público certo e entregar soluções que esse público procura. E por isso, a importância de saber quem são e onde estão as pessoas que é preciso acessar para vender um produto ou serviço.

Quer saber mais? Confira mais dicas nesse artigo “Não perca venda durante a pandemia”.

Entrou em uma guerra de preços com seu concorrente? Pare agora e comece a agregar valor ao seu produto!

Eu estou conversando com muitos amigos nos últimos meses que estão preocupados com o futuro das suas empresas. Alguns já tem consciência que vão precisar aumentar o faturamento de uma forma muito rápida nos próximos meses, pois correm o risco de não superar a queda nas vendas causadas pela pandemia. Grande parte deles, para manter a circulação da sua mercadoria, começou a fazer uma guerra de preços com a concorrência, e isso acabou comprometendo ainda mais a saúde das suas empresas.

Um dos grandes equívocos que os vendedores cometem é pensar que vão melhorar as vendas baixando os preços, e por consequência, vão faturar mais. Porém, isso não é necessariamente verdade.

Há uma maneira de faturar mais, sem precisar entrar em uma guerra de preços com a concorrência. Na verdade, na grande maioria das vezes, essa guerra traz prejuízos para você e também para as duas empresas que estão disputando o mercado.

Uma sugestão que eu costumo dar para os meus amigos é que eles agreguem valor aos produtos. Veja bem, preço é diferente de valor. Isso acontece porque quando o cliente olha para o seu produto, ele imagina o quanto ele quer pagar. Ele faz uma mentalização do preço, provavelmente com base no que ele viu lá no seu concorrente.

Mas no processo de vendas, você precisa convencer ele que o seu produto tem um valor maior, ou seja um valor agregado em comparação ao do teu concorrente. Desta forma, ele não vai pensar duas vezes, vai levar o teu produto, mesmo que ele tenha que desembolsar um pouquinho a mais de dinheiro.

Existem muitas formas de fazer isso. Você pode trabalhar melhor a forma com que você apresenta o seu produto ao cliente.

Business people rushing towards success

Já pensou que as redes sociais são uma vitrine?

E esta vitrine pode fazer com que o cliente deseje muito comprar o teu produto. Você já pensou que muitos clientes pagam mais caro um produto por ele ter um processo de produção que foca na qualidade? Muitos clientes pagariam mais caro se soubessem a qualidade e o cuidado que você tem na produção daquilo que você vende.

Essa comunicação precisa ser melhor que a do teu concorrente, pois assim, você não vai precisar fazer um grande investimento, e nem baixar o valor do seu produto para manter a sua lucratividade.

Lembre-se sempre. O cliente define o preço do seu produto, mas é você que vai definir o valor dele.

Mantenha suas vendas em alta, não deixa seu faturamento cair a ponto de colocar em risco a sua empresa. Confira neste artigo como criar campanhas internas e desafiar sua equipe.

Reinvente a comunicação com seu cliente e lucre mais!

O ano já começou!! Não perca tempo e corra atrás dos seus objetivos imediatamente!

O ano já começou, e se para 2021 você traçou a meta de um ano com mais vendas para a sua empresa, eu preciso te alertar que já passou da hora de começar a colocar o seu plano em prática. Não perca tempo, chame hoje mesmo a sua equipe de vendas e passe para ela essas três dicas que eu vou te indicar agora. Elas vão te ajudar a vender mais e aumentar a sua lucratividade.


Primeiro oriente a sua equipe a fazer “vendas casadas”. Se um cliente entrou na sua loja para comprar uma calça, o vendedor precisa oferecer um cinto! Se a cliente comprou um relógio, ofereça um brinco que combina! Se o cliente comprou um sapato, ofereça uma meia! Grande parte dos clientes que receber uma oferta de venda casada vão comprar mais, e vão deixar mais dinheiro na sua loja.


Em segundo lugar, peça contato dos clientes que entrarem em sua loja. É extremamente importante para você ter o nome e o telefone das pessoas que compram seu produto ou serviço, ou potenciais clientes. Você vai acessar esses clientes quando quiser direcionar alguma específica. Imagine que está chegando o final do mês e você ainda não bateu suas metas. É neste momento que você vai acessar esses contatos que você tem para fechar mais negócios.


A terceira dica, crie hoje mesmo um cupom promocional e entregue para o cliente que entrou na sua loja. Não interessa o quanto de dinheiro ele vai gastar hoje, o importante é que se você entregar a ele um cupom de desconto, e ele vai voltar no seu estabelecimento comercial e para gastar mais dinheiro com você. E se ela não voltar, certamente irá entregar esse cupom de desconto para outra pessoa ir até a sua empresa.


Lembre-se, o seu concorrente está correndo atrás do seu cliente. Você precisa manter a sua equipe mobilizada e aplicando técnicas eficientes para que você não perca seu mercado, e consiga manter um bom índice de crescimento!

Teu cliente tem muitas “dores” aprenda a curá-las e você vai vender mais!

Quer aprender uma maneira eficiente de captar novos clientes? É uma técnica muito eficiente, mas primeiro é preciso que você entenda que o ser humano a gasta dinheiro por impulso ou por uma necessidade que eu costumo chamar de “dor”. Ou seja, existe uma dor, e para eliminar essa dor, é preciso comprar um determinado produto ou serviço.

O vendedor precisa entender quais são as dores que o seu produto ou serviço solucionam, e, principalmente, em quais pessoas o seu produto funciona. Porque quando o vendedor entende que o seu produto traz soluções para as pessoas, ele muda a maneira com que se comunica com as pessoas, ou seja, ele para de gastar o dinheiro em publicidade e propaganda sem retorno.

É preciso entender um processo que se chama “Jornada do Consumidor”. Pois todas as pessoas, antes de comprar algo, passam por um processo. E esse processo tem algumas etapas: Inicialmente elas estão no estágio de “tranquilidade”, ou seja, elas não estão preocupadas com um determinado produto ou serviço. Mas em um certo momento, elas podem entender que aquele produto pode suprir a uma necessidade que elas têm.

Mas para que isso aconteça, é preciso que essa pessoa seja movimentada, ou seja, que ela seja tirada do estágio de “tranquilidade”. Existem diversas maneiras de movimentar os clientes, uma das maneiras mais eficientes é a “prova social”, ou seja, quando os clientes contam publicamente como era a vida deles antes de comprar um produto ou serviço, e como ficou a vida deles depois.

Muitas vezes as pessoas não estão conectadas com uma determinada “dor”, mas quando elas têm contato com a prova social, elas passam a se conectar com aquela “dor”. Quando isso acontecer, as pessoas vão começar a observar mais o seu produto. Neste momento elas vão passar a ser pesquisadoras, e durante o processo de pesquisa, algumas objeções irão aparecer. É importante que o vendedor saiba quais são as objeções que irão aparecer, e as elimine. Isso é possível criando conteúdo, ou seja, explicando, falando, instruindo, construindo valor sobre o produto, ou a marca. É preciso entender o motivo que faz as pessoas deixarem de comprar um produto, e aprender a resolver essas objeções.

A partir daí elas se tornarão seus compradores. Tem uma frase que eu utilizo bastante que é “O que determina o nível de compra de um consumidor está relacionado ao nível de dor que ele tem em relação a um problema”. Enquanto você não entender isso, você vai continuar fazendo propaganda medíocre, e não vendendo na quantidade, ou no volume que você precisa vender.

Saiba conquistar o coração do seu cliente

Hoje eu vou escrever sobre um assunto que muitos empresários não dão tanta importância, pois focam a sua energia e seu investimento exclusivamente no produto, e esquecem que há algo essencial na venda que não tem relação alguma com o produto. E eu vou te dar uma dica que eu sempre costumo trabalhar durante as consultorias e palestras que eu sou convidado a participar. Para você vender mais você precisa conquistar o coração das pessoas, você precisa se conectar a elas.

É extremamente importante que o vendedor entenda que vender é basicamente comunicação. Pois para vender ele precisa saber se comunicar com o cliente. Não interessa qual é o seu produto ou serviço, o que interessa é o que você fala sobre o seu produto ou serviço.

O vendedor precisa se desenvolver ao ponto de ter o máximo de assertividade na sua comunicação. Ele precisa falar com convicção e literalmente acertar o coração das pessoas. O vendedor precisa fazer a pessoa se conectar com ele, e desta forma ele vai ser seguido e respeitado, e consequentemente vai começar a vender mais daquilo que ele vende. Essa é a mágica, esse é o desafio.

Para o vendedor ser assertivo, ele precisa se desenvolver para entender mais sobre pessoas. Ele também precisa conhecer o que eu chamo de “gatilho mental”, pois ele é chave que vai fazer com que o cliente vai se conecte com o vendedor.

Quando você utiliza o gatilho mental, você ganha a tenção das pessoas, e com uma boa técnica de venda, sendo rápido, curto e assertivo, o vendedor vai mostrar como o seu produto ou serviço pode ajudar as pessoas nas necessidades que elas têm.

Quer vender mais? Então não espere o cliente ir até você!

Muitas pessoas sonham em abrir uma empresa e se tornar um empresário de sucesso. Mas grande parte dos negócios não conseguem se manter muito tempo no mercado, fechando as portas poucos meses depois de iniciar as atividades. Isso acontece pelo fato do empreendedor não ter uma estratégica clara de vendas do seu produto ou serviço.

Todos os empreendedores, precisam ter a consciência de que a empresa que fica ali na esquina, ou àquela que fica ali do outro lado da rua, não são o seu principal concorrente. Hoje a concorrência está globalizada e um empreendedor pode estar perdendo cliente para outro empreendedor que possui uma loja há milhares de quilômetros de distância.

O empreendedor não pode pensar em abrir uma empresa e ficar atrás do balcão esperando que o cliente vá até ele. Isso certamente não será suficiente para manter a empresa em funcionamento por muito tempo. Para manter a saúde financeira da empresa, o empreendedor precisa ir ao encontro do cliente, e não ficar parado, apenas desejando que um cliente entre dentro da sua empresa.

Principalmente o empreendedor que está começando o seu negócio precisa entender que ele deve sempre estar em movimento. Ou seja, ele precisa estar permanentemente construindo estratégias para estar “na rua”, para atrair os clientes até a sua empresa. Minha sugestão é que o empreendedor utilize os canais de comunicação disponíveis, ou faça um trabalho para ir ao encontro do cliente e poder fazer uma prospecção de venda.

Todos os empreendedores precisam ficar atentos pois o mercado é muito dinâmico, e para faturar dinheiro é preciso ter uma boa estratégica. Cada perfil de negócio tem uma estratégia adequada, e o empreendedor que ficar parado não vai conseguir resolver o problema da falta de clientes, porém, o empreendedor que montar uma estratégia e agir, vai atrair mais dinheiro até ele.

Você sabe o que é a tríplice confiança das vendas?

Imagine uma mesa com três pernas. E essa mesa tem uma taça de cristal muito frágil sobre ela. Se você remover qualquer uma dessas pernas a mesa não vai se sustentar e a taça vai cair e quebrar. Essa metáfora serve para ilustrar a maneira que funciona uma venda, pois a venda também precisa de três pilares, que eu costumo chamar de “tríplice confiança”.

A venda é baseada necessariamente na tríplice confiança e se não houver um equilíbrio ela, a venda não acontece, pois ela é algo extremamente frágil. 

O primeiro pilar é a confiança do vendedor. A confiança no vendedor é necessária para fechar o negócio, pois as pessoas que não confiam em quem está lhes oferecendo um produto ou serviço não fecham a venda.

O segundo pilar é a confiança do produto. Mesmo que o cliente confie no vendedor, em tudo que ele diz, o cliente precisa o confiar no produto. Ele precisa ter a certeza de que o produto ou serviço que ele está adquirindo vai satisfazer as suas expectativas.

O terceiro pilar é a confiança do cliente. Ele precisa ter a confiança em si mesmo, muitas vezes o cliente confia no vendedor, confia no produto, mas não confia em si, pois não sabe se é o momento certo de fechar o negócio. O cliente vai fechar um negócio somente quando tiver a confiança total de que este é o momento certo para fechar o negócio.

Eu já vi muitos casos em que um cliente estava decidido em comprar um produto, mas não fechou a venda pois não confiava no vendedor, e fechou o negócio no concorrente. Também já vi casos onde o cliente era um grande amigo do vendedor e confiava nele, mas não tinha certeza sobre o produto ou o serviço, ou ainda não tinha certeza se o produto se era o momento certo de fechar a venda.

O vendedor precisa, sempre manter essa tríplice confiança em equilíbrio, pois, quando mais equilibrada, mais fácil será o fechamento da venda.

Nova realidade: você precisa aprender a ajudar o seu cliente

É muito importante você estar permanentemente buscando conhecimento, estar atendo às mudanças de mercado e estar se atualizado em relação às novas ferramentas que surgem dentro da sua área de atuação. Mas eu quero fazer uma pergunta para você: O que você vai fazer com esse conhecimento? A resposta é bastante simples: É muito importante você usar o que você sabe em benefício do outro.

Antigamente estávamos na era da agricultura, os milionários eram os donos de terra; Depois entrou a era da indústria, as pessoas saíram da roça para ir para a cidade; Aí veio a era da internet, do conhecimento, e todo mundo passou a ter conhecimento sobre tudo. E isso trouxe uma realidade bastante diferente das eras anteriores, pois quando uma pessoa quer comprar um produto, por exemplo, uma caneta, ela primeiro vai para internet para saber o preço dela. O cliente pode comprar uma caneta de uma loja de São Paulo, ou da China, você não precisa mais comprar na loja da esquina. Isso trouxe como consequência a queda vertiginosa nas margens de lucro das empresas, que passou a ser esmagada com a globalização da concorrência.

Essa nova realidade causou muita dificuldade de adaptação e muito stress. Os profissionais passaram a ficar mais ansiosos, começaram a sentir muita dificuldade e começaram a procurar ajuda especializada dentro da sua área de atuação.

Então você precisa pegar todo o seu conhecimento e ajudar o seu cliente. Você precisa entender, que é necessário que uma área de conhecimento fundamental para qualquer vendedor, é o de ajudar cada um dos seus clientes nos problemas específicos que ele tenha.