Foco e direcionamento fazem secretária colocar projeto em prática com o Método VAI

Com estratégias e ferramentas aprendidas com Ricardo Cattani, a secretária Veridiana Zimmermann usou sua experiência para desenvolver um treinamento voltado para atendimento na área da saúde

Com medo e desmotivada em relação ao seu desempenho profissional, a secretária Veridiana Zimmermann não tinha foco definido, nem o direcionamento necessário do que poderia fazer para mudar a situação na qual passava. Aos 44 anos, com ensino superior incompleto em Administração, ela não visualizou possibilidades, até conhecer Ricardo Cattani e o Método VAI. “Quando passei pelo Método VAI, estava em busca de agregar mais conhecimento e melhorar meu desempenho profissional”, conta ela. Por momentos, Veridiana chegou a ter dúvidas se realmente estava no lugar certo com a pessoa certa. “Até então, eu não conhecia o maravilhoso trabalho e desempenho do Ricardo Cattani”, enfatiza.

A secretária passou pelo Método VAI 12 horas e, segundo ela, o dia com o Ricardo Cattani oportunizou o direcionamento e, mais do que isso, a injeção de ânimo e conhecimento que precisava. “O problema que buscava resolver era que no momento estava um pouco desmotivada e havia perdido o foco e me tornado uma pessoa medrosa, sendo que nunca fui assim. Ele me incentivou a fazer o que precisava ser feito e eu não estava sabendo como”, relata ela.

“O Método VAI 12 horas foi essencial para minha vida: me motivou, ofereceu ferramentas e me fez voltar ao meu foco”, Veridiana Zimmermann

Ferramentas, foco e ação

Com o Método, Veridiana conheceu ferramentas e, com elas, definiu metas, criou rotinas e, mais importante: assumiu a liderança da sua vida. “Com o Ricardo Cattani aprendi que não devemos ter medo, que devemos criar metas, rotinas e estratégias para a realização do que almejamos, que devemos vencer nossos demônios, nos posicionar e assumir a liderança de nosso eu”.

Após realizar o curso do Método VAI com Ricardo Cattani, Veridiana pôde implementar um novo projeto. “Eu havia recebido um convite para dar um treinamento de atendimento na área de saúde. Nunca fiz isso fora das empresas onde trabalhei, mas gosto muito. Não sabia sequer como fazer a proposta de treinamento”, explica ela, que atua como secretária em uma clínica de quiropraxia, academia, pilates e fisioterapia. Mesmo tendo experiência na atuação em atendimento, Veridiana duvidava da sua capacidade em aceitar a proposta e desenvolver o treinamento. “Já trabalhei em duas clínicas radiológicas onde era líder de equipes do atendimento. Quando cheguei em casa após o curso pensei: se Ricardo Cattani disse que eu posso, então eu posso”, enfatiza ela.

A atividade possibilitou mais do que motivação e melhora no desempenho profissional, trouxe um incremento na renda familiar de Veridiana. “Minha proposta foi aprovada e o Ricardo Cattani tem uma parcela muito grande em relação a isso. Tenho certeza que outras propostas vão vir”, disse ela. A falta de perspectiva já não faz mais parte do cotidiano da secretária, que após o Método VAI com Ricardo Cattani já vislumbra novas possibilidades. “Já no curso tive um turbilhão de ideias”, conta ela, que também é cuidadora de idosos e já tem buscado se aprimorar cada vez mais as técnicas que aprendeu.