Coach financeiro aumenta em 80% o número de clientes após Imersão Método VAI

“As pessoas compram sempre por causa de uma dor, de uma oportunidade ou pela emoção”. Essa é apenas uma das reflexões promovidas pelo trainer Ricardo Cattani durante a Imersão Método VAI – Vendas de Alto Impacto. Buscando aumentar seu faturamento como coach financeiro, que o empresário Ederson Queiroz de Dordi participou do treinamento desenvolvido por Cattani.

Dordi esteve na última Imersão realizada em Caxias do Sul, e conta que buscava atrair mais clientes quando conheceu Cattani.  “ Estava buscando na imersão aumentar meu faturamento como coach, captando mais clientes e buscando entender como fazer eles me procurarem de forma mais assertiva, pois percebia que tinha um ótimo produto/serviço, mas que tinha dificuldade na atração. Em resumo estava buscando atrair mais clientes e a melhor forma de concretizar a venda”, contou.

Graduado em Ciências Econômicas, Ederson é empresário desde os 23 anos e mais recentemente, há cerca de um ano, vem atuando também na área de consultoria como coach financeiro. Natural de Constantina, mas morando em Caxias do Sul desde 1996, Dordi atua tanto na serra gaúcha como na região metropolitana do estado.

As objeções sob o método foram superadas após participar de palestra

A metodologia criada por Cattani é desenvolvida em 10 passos para atrair, construir relacionamento e persuadir vendas de forma replicável. Dordi, tinha como objetivo a atração de novos clientes e a realização de fechamento de forma mais eficiente, contudo não conhecia Ricardo Cattani quando ficou sabendo de uma palestra na cidade. “Tinha objeção sim, pois não conhecia o Ricardo nem o método dele, e como foi uma sugestão da minha irmã sobre uma palestra beneficente, acabei indo, e me interessei inicialmente pelas quatro perguntas que ele apresentou na palestra. Fiz as mesmas no dia seguinte com um possível cliente e acabei fechando o processo, desta forma fiquei com mais vontade de conhecer todo o método”, contou.

Dordi relata que aumentou seu faturamento quando passou a aplicar o método em seu trabalho diário. “Eu entendia de pessoas, mas não estava fazendo as vendas de maneira certa e estruturada, não estava sendo assertivo. Tive dificuldade ao aplicar a estratégia, mas tenho um lema que diz que ‘dificuldades foram feitas para serem superadas’. Pratiquei e pratiquei até dominar. E o que eu queria dominar? A arte de falar com pessoas, da pessoa, para a pessoa, saber escutar elas, só assim eu saberia como ajudar. E se eu conseguisse ajudar, elas iriam me contratar e seriam gratas comigo, assim gerando prova social que me traria mais clientes. Aumentei em 80% os fechamentos de clientes, dobrou o interesse pelos meus serviços”, afirmou.

Sobre as estratégias aprendidas por Ederson, ele destaca que a busca por entender as pessoas tem lhe auxiliado para aumentar seu faturamento. “ Aprendi que vender é uma arte de convencimento e envolvimento de pessoas, que eu tenho que entender de pessoas para vender para elas. E que não adianta fazer as mesmas coisas e esperar resultados diferentes”, finalizou.